Blog

Você está em: HomeBlogO que o empoderamento feminino nos ensina sobre autoconhecimento?

O que o empoderamento feminino nos ensina sobre autoconhecimento?

As mulheres nos mostram o quão é importante saber quem se é e o que se deseja.

Empoderar é o ato de dar ou conceder poder para si próprio ou para outrem. É também considerado como uma atitude social de conscientização, como por exemplo, a busca por igualdades de direito entre homens e mulheres, o que chamamos de empoderamento feminino.

No mercado de trabalho podemos perceber diferenças consideráveis entre os sexos. Por um longo período mulheres foram desconsideradas para cargos de liderança em virtude de serem vistas como muito “emotivas e sensíveis” para atuar num mercado considerado selvagem e feroz demais para elas.

Segundo a Grant Thornton, no ano de 2016, a presença de mulheres em cargos de CEO e CFO aumentou significativamente no mundo todo. No Brasil, de acordo com a pesquisa International Business Report (IBR) - Women in Business, o salto foi de 5% para 11% em relação ao ano anterior. Foi um crescimento muito relevante em tão pouco tempo, mas ainda assim as mulheres ocupam poucos cargos de liderança no Brasil e no mundo quando comparadas aos homens.

Mas o que o autoconhecimento tem a ver com a luta feminina?

Na perspectiva do autoconhecimento, o poder é conquistado quando, ao olhar para dentro de si, descobrimos nossas potencialidades, desenvolvemos habilidades e transformamos nossas fraquezas e limitações em forças que contribuem para nossas escolhas e nos impulsionam na busca concreta de nossos objetivos.

A pessoa verdadeiramente empoderada é aquela consciente de seus padrões e que compreende quais são a sua essência e valores. As mulheres nos mostram o quão é importante saber quem se é e o que se deseja, pois somente conseguimos mudar o mundo que nos cerca quando somos capazes de enxergar e mudar o nosso interior.

Elas vêm conquistando seu espaço perdido ao longo dos anos, com determinação, disciplina, e mais conscientes de si, estão optando pelo que satisfaz suas próprias necessidades. Segundo artigo na Forbes, em uma pesquisa conduzida pelo Korn Ferry Hay Group, uma consultoria global de gestão de negócios, com dados de mais de 55.000 profissionais espalhados por cerca de 90 diferentes países, a principal conclusão foi que em 11 das 12 competências de inteligência emocional, as mulheres superaram os homens. A única competência em que o sexo feminino não obteve as melhores pontuações foi em “autocontrole emocional”, onde, na verdade, não houve diferença entre os sexos.” ¹

Portanto, tente seguir o exemplo das mulheres, EMPODERE-SE! Olhe para si, conheça a si mesmo. Aceite quem você é, o que você quer e dê o melhor de você a cada instante!


Texto de Priscila Bastos, Trainer do Instituto Eneagrama Oeste do PR e Cinthia Biazzi, Trainer do Instituto Eneagrama Chapecó e Região

¹ - Fonte: http://www.forbes.com.br/carreira/2016/03/mulheres-sao-mais-inteligentes-emocionalmente-do-que-os-homens-diz-estudo/

COMPARTILHE:
ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

CADASTRE-SE E RECEBA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS SOBRE ENEAGRAMA NO SEU E-MAIL.

Todos os direitos reservados. Instituto Eneagrama. 2017

Desenvolvido por: DBlinks - Agência Digital