Blog

Você está em: HomeBlogComo levar uma vida mais leve?

Como levar uma vida mais leve?

No nosso dia a dia, muitas vezes nos deparamos com situações negativas que nos tiram do eixo, certo? É sobre isso que vamos falar aqui: como ter um cotidiano mais leve sem que esses efeitos nos atinjam.

No nosso dia a dia, muitas vezes nos deparamos com situações negativas que nos tiram do eixo. Vamos imaginar a seguinte situação: você tem um intervalo de cinco minutos entre um compromisso e outro e decide tomar um café na padaria da esquina. O atendimento da padaria é lento e, ainda na fila, você começa a se irritar. Depois, quando entregam o seu pedido, você descobre que o atendente se confundiu e fez um café diferente do que você havia solicitado. Talvez você não tenha vivido exatamente essa situação, mas com certeza já houve algum episódio que tirou você do eixo por displicência, falta de educação ou incompetência alheia, certo? E é sobre isso que queremos falar aqui. Sobre os efeitos externos que nos impedem de ter um cotidiano mais leve.

Todo mundo está lutando uma batalha

Você, o atendente da padaria, seu chefe, aquele amigo que só publica fotos lindas no Instagram...Sabe o que todos têm em comum? Todo mundo, todo mundo mesmo, está lutando uma batalha. Pode parecer que a vida do outro é mais fácil que a sua, mas lembre-se que a grama do vizinho costuma ser mais verde. Algo que é simples para você pode ser de extrema complexidade para o outro. E quando deixamos a empatia entrar na nossa sala de estar, que é o nosso coração, temos a chance de relaxar e entender que as pessoas erram. Não é de propósito e, muitas vezes, o erro de alguém vai prejudicar você. Mas esse alguém também sofrerá com isso e, se você ensiná-lo com carinho, talvez ela não erre mais.

A dor do outro é do outro

Você costuma absorver a dor e angústia dos outros? Quando sai para encontrar uma amiga e ela despeja todas as frustrações da vida, você sai do encontro se sentindo mais pesado? Aprenda a filtrar o que absorve. Se cada um está vivendo uma batalha, todos temos que aprender a ter nossos próprios escudos. Ouça, entenda, aconselhe, tenha empatia. Mas não leve esses sentimentos - que não são seus - com você.

Há um padrão no que deixa você mal?

Em inglês, há o termo Trigger Warning que, em tradução livre, significa aviso de gatilho. Isso serve para que pessoas alertem outras quando vão falar de temas polêmicos como assalto, violência doméstica, doenças etc. Para algumas pessoas, que tiveram experiências negativas com certo tema, tocar no assunto pode ser extremamente danoso. Por isso, que tal observar se há um padrão no que deixa você mal? Talvez seja um gatilho que faz você lembrar de algo do passado que ainda não resolveu.

É clichê, mas vale: respire!

Por fim, que tal pensar se aquilo que tirou você da sua leveza realmente é importante? O motorista que fez uma barbeiragem, o colega que chegou de mau-humor, o sanduíche que não estava tão bom...Isso tudo passa! Mas o que fica, sempre, é o nosso contato com a gente mesmo. Sejamos gentis com o nosso eu. Ele precisa e pode ser tratado sempre com mais carinho.

COMPARTILHE:
ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

CADASTRE-SE E RECEBA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS SOBRE ENEAGRAMA NO SEU E-MAIL.

Todos os direitos reservados. IEneagrama. 2018

Desenvolvido por: DBlinks - Agência Digital