Você é um farol no meio da tempestade?

De tempos em tempos, a vida passa por estremecimentos e a gente sente como se o mundo fosse acabar.

Imagine a seguinte cena. É uma noite fria de inverno e uma forte tempestade deixa o mar agitado. As ondas quebram nos rochedos, espalhando água e terror ao longo da costa. O som dos trovões faz a terra tremer nessa noite que parece não ter fim. Mas, praticamente ileso no meio dessa dança violenta, existe um farol. Ele se ergue no topo da encosta e encara serenamente o mar bravio lá de baixo. Não há escuridão que ele não consiga atravessar com a sua luz.

De tempos em tempos, a vida passa por estremecimentos e a gente sente como se o mundo fosse acabar. E, por mais difícil que seja ver a luz por meio de nuvens densas, é preciso se lembrar de que o farol continua brilhando no horizonte: se tudo passa, essa tempestade não seria diferente.

Faça chuva ou faça sol, é muito importante que nossas ações, pensamentos e sentimentos fiquem alinhados na direção de um propósito forte e significativo. Mais do que nunca, a Virtude da Equanimidade pode ser muito útil para nos ajudar a enfrentar as tormentas da vida: ela nos mostra que, independentemente de como está o mundo lá fora, o nosso mundo interior pode se manter equilibrado, apesar dos trovões furiosos que rasgam o céu ou dos passarinhos cujas cantigas nos embalam mansamente.

Quando tudo for escuridão e parecer não haver uma saída, lembre-se de que, acima do rochedo, existe um farol enfrentando as adversidades impostas pelo mundo ao seu redor. Um farol aponta o caminho sem julgar quem o percorre. Um farol recebe com alegria os viajantes que, corajosamente, enfrentam águas bravas e indomáveis. Um farol o ajuda a encontrar a terra firme, para enfim descansar o coração que pula apavorado. A pergunta que fica é: no meio disso tudo, você tem sido um farol para aqueles à sua volta?

TEXTO: Angelita Borges (Diretora de Laboratório do IE Brasil)

FIQUE POR DENTRO DA AGENDA DE TREINAMENTOS DO IE: CLIQUE AQUI! 

 

COMPARTILHE:

Todos os direitos reservados. IEneagrama. 2020